Jards, na crista da onda


Por Bruno Villas Bôas //

Jards Macalé, 69 anos, não para quieto. Dois anos depois do longa-metragem “Jards Macalé — Um morcego na porta principal”, de Marco Abujamra e João Pimentel, o sambista vai ganhar agora um documentário. Jards também relança seu álbum de estreia em vinil de alta qualidade, pela Polysom. Jards está na crista da onda.

Em entrevista ao jornal O Globo, o diretor Eryk Rocha, que está finalizando “documusicais” de Jards, disse o projeto começou há cerca de um ano e meio. O file já está inscrito entre os candidatos a uma vaga na Première Brasil do Festival do Rio (27 de setembro a 11 de outubro).

— Existe hoje um padrão nesse gênero chamado documentário musical que é o de se ater à veia anedótica de seus biografados — disse Eryk, ao jornal. — Calcados em entrevistas, os filmes falam dos músicos limitando-se ao “sobre”. Eu quero o “através”. Quero entender o quanto a angústia e o êxtase de criar um disco podem render dramaturgia.

No site do diretor tem algumas dicas sobre quem vai participar do documentário, além de Jards Macalé, claro: Adriana Calcanhoto, Luiz Melodia, Ava Rocha, Roberto Frejat, Thaís Gulin, Elton Medeiros, Cristovão Bastos, Chacal, Junin Moreira, Jorge Helder, Robertinho Silva.

Uma parte desses convidado está no último disco do sambista, Jards (Biscoito Fino), lançado no final do ano passado.

Ouça abaixo uma das faixas do último disco de Jards, uma regravação do clássico “Juízo Final”.

Juízo Final
Jards Macalé
Jards (Biscoito Fino)

Foto: erykrocha.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s