O papa do samba é pop


Bruno Villas Bôas

Por Thiago Dias e Thales Ramos
Foto de Bruno Villas Bôas

“Vamos fazer barulho!”, grita o cantor, pedindo palmas à platéia. Não, não é Marcelo D2 quem se apresenta no Teatro Rival, no Rio. O artista é Arlindo Cruz, sambista com quase 30 anos de carreira e que agora começa a virar estrela até na MTV.

Amigo de bambas do samba como Zeca Pagodinho, Almir Guineto e Jorge Aragão, o compositor precisou de amizades mais jovens para se tornar estrela pop. Circulando ao lado de Marcelo D2 e Maria Rita, Arlindo ganhou fama e mais público.

“Fiquei um pouco mais pop sim”, diz em entrevista exclusiva ao blog O Samba, antes do show de terça-feira, que marcou o lançamento do CD “Sambista Perfeito”. O nome, ele jura, não é uma forma de se definir, mas sim de buscar um artista ideal no mundo do samba.

“Tem que ter a luz de Candeia, a parte melhor de Geraldo Pereira. Ser elegante como Paulinho e cativante como Martinho. Malandro e contagiante, como Zeca Pagodinho”, cantarola Arlindo o trecho de sua primeira parceria com Nei Lopes, que dá nome ao disco.

Ele pode até não ser perfeito, mas anda beirando. Como quase todo mundo sabe, Maria Rita se rendeu ao talento do filho do Cacique de Ramos e tacou seis composições dele no último disco. Façanha que orgulha o músico:

“Fiquei lisonjeado, claro. É quase metade do repertório dela. Foi uma honra”, afirma Arlindo, um fã da mãe da cantora: Elis Regina. “Ela não tinha a ginga natural de sambista, mas cantava muito bem samba. Tinha um jeito especial, com muita técnica”, lembra.

Com Maria Rita, Arlindo virou pop e MPB. Sigla que para ele não tem muito sentido. “Não há como separar o samba disso, pois o samba é a verdadeira música popular brasileira. É o ritmo que mais representa o Brasil”, analisa. Antes da filha de Elis, o sambista já teve músicas gravadas pelo MPB 4 e Chico Buarque. Ou seja, MPB não é novidade, mas ainda falta algo em sua carreira.

Após fazer parte do grupo Fundo de Quintal, formou dupla com o amigo Sombrinha durante oito anos e segue, desde 2002, carreira solo. Arlindo faz sucesso como compositor e vê suas rodas de samba sempre cheias pelo Rio, mas sabe que não tem o devido reconhecimento comercial.

“Sou respeitado como músico, partideiro, compositor. Mas acho que com esse novo disco vou atingir um patamar que eu mereço, assim como meus amigos Almir Guineto, Sombrinha, Reinaldo… Ou seja, tocar mais, repercutir mais”, diz no camarim.

A pirataria que já o assolou no cinema (sua música “Numa cidade muito longe daqui” acabou sendo retirada da versão final do filme “Tropa de Elite”, do diretor José Padilha), também o persegue na carreira. “Hoje, ninguém vende mais nada”.

Sem o pique da juventude (“Que saudade dos meus 20 anos”, diz), Arlindo pede ajuda para levantar da cadeira para tirar fotos para o blog. Olha a capa do CD e, como se copiasse a busca do novo parceiro Marcelo D2 pela batida perfeita, diz que está procurando um sambista perfeito. E sonha que ele esteja na sua própria casa:

“Tomara que meu filho seja assim”, brinca. Arlindo Neto já segue os passos do mestre, anda compondo e participou de disputa de samba-enredo na Mocidade. Mas está devendo uma coisa ao pai. “Estou louco para ele trazer uma idéia para escrever música comigo. Se não trouxer, eu mesmo chego junto!”, avisa Arlindo.

Ouça abaixo trecho da música “Sambista perfeito”

E aqui trecho da entrevista ao blog O Samba

16 Respostas para “O papa do samba é pop

  1. Arlindo Cruz é tudo de bom. Parabéns ao OSamba.Net pelo “furo de reportagem”. Quando os jornalões estiverem saindo pra falar do novo cd de Arlindo, tudo já terá sido dito pelo OSamba.net. E eles vão ficar a neném. E a foto é sensacional, ainda mais com o fundo que o Bruno, sacanamente, escolheu. Enquanto lançava seu cd no Rival, Arlindo se fazia presente no repertório da apresentação do Galocantô no Canecão, no mesmo horário.

  2. Bom…sou suspeita pra falar né…sou apaixonada por Arlindo e estava neste show…
    Parabéns pessoal!
    o
    bs: ele concorreu c/ samba na Mocidade? não sabia…e no Império? Nada??

  3. puxa falar de arlindo é coisa muito séria ele não é somente o papa do samba ele tambem é luz do samba e na minha humildi opinião e tambem o Deus do samba Arlindo vc é perfeito sucessor natural de candeia… salve arlindo cruz e todo o resto é resto.

  4. A iniciativa de antecipar uma entrevista com o super cantor e compositor Arlindo Cuz foi de altíssima inteligência e bom aproveitamento de um meio de comunicação tão especial que é Osamba.net,parabéns pela idéia e que os textos permaneçam excelentes e criativos.Beijins

  5. Tem gente que Deus ilumina para sempre e o Maximo do samba não foi iluminado e sim tocando com o tom da razão e as grandes melodia que vem de dentro do seu coração , seja sempre feliz Arlindo

  6. Deus ilumina a todos seja e pobre,rico ou de qualquer , pois o samba sempre sera samba e o Arlindo Cruz não foi iluminado , ele foi tocando como Cartola, Paulinho da Viola , monarca , casquinha entre outros grandes sambista , mais
    Arlindo foi simplesmnte o parceiro dos Deus do amor

  7. tem coisas que não se comenta se tratando de arlindo cruz e fato consumado, o cara e um poeta abençoado por deus valeuuuuuuuuuuu meu velho que deud te ilumine sempre

  8. Pingback: Fã edita videos em homenagem ao samba « O samba é meu dom·

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s